#hashtags…o que fazer e não fazer.(PT)

O que fazer e não fazer na hora de usar #hashtags:

Um bom grupo de #hashtags no fim de uma imagem faz toda a diferença, tanto para trazer mais trafego e seguidores para a conta como para facilitar a navegação dos nossos seguidores nas publicações

Como tinha exemplificado no post anterior a ordem deveria ser a seguinte, ainda que podemos jogar um pouco com o conteúdo:

Nicho: #comida #sobremesas #bolos

Conteúdo: #bolosdecorados

Marca: #theartcakeexperience

Local: #cristinaarevalo_bolosdecorados ( aqui prefiro ter a minha conta do que a minha morada, assim podem contactar-me a ver o meu trabalho)

#hashtags

Ideias e “Trends”:

Há muitos #hastags que podemos usar e seguir com facilidade e ajudam-nos a entrar no “jogo” das redes sociais e o marketing digital. Partilho convosco uma ideia simples que pode ajudar a organizar posts nas redes sociais.

No artigo Social Media Calendar falo da importância de ter uma agenda de publicação, podemos completar esta agenda com publicações periódicas e de interesse usando #hastags famosos como:

Dias da semana: #mondayfunday #transformationtuesday #wisdomwednesday #throwbackthursday #foodfriday #socialsaturday #selfiesunday

Há muitas ideias, não deixem de explorar as suas redes sociais favoritas e usar isto para a vossa vantagem, tanto em contas pessoais como de trabalho.

Eu adorei fazer esta série de artigos, espero tenham gostado.

Não se esqueçam de gostar, comentar, partilhar e subscrever!

Beijinhos

Cristina

 

 

 

#hastags..O que faz um bom hashtag. (PT)

Continuando com esta série de posts sobre  aqui vai a segunda parte…

O que faz um bom (#) hashtag?

Deve ser memorável, único e relevante ao post ou a imagem. Deve de ser fácil de memorizar, não muito comprido para o seguidor não perder muito tempo em saber do que estamos a falar.

Bom Hastags!    #caketopper  #cakedesign  #cakesforher

Não tão bons:  #caketoppersforlittlekids  #cakedesignnewtrends  #cakesthatshewouldlike

Antes de usar um #hashtag, especialmente em outro idioma, é melhor ter a certeza do que estas palavras significam para não ter problemas depois, ainda mais se vamos usar este #hashtag como ferramenta de alguma campanha nas redes sociais para angariar mais seguidores; podemos enviar a mensagem errada.

Imaginem só:

#omeuboloquente acompanhado de uma imagem pessoal como uma mulher na cozinha, pode ser interpretado de muitas maneiras e levar a comentários indesejados.

mas se a imagem é um bolo a sair do forno e usamos um hashtag como #boloquentinho, evitamos usar a palavra “meu” e damos a ideia de que estamos a fala do bolo e não de outra coisa.

Vamos tomar um exemplo da minha conta do Instagram, 20180120_105208esta imagem do bolo da Bela e o Mostro foi um dos post com maior atividade e os #hashtags ajudaram muito:

#beautyandthebeats #belaeomostro / primeiro o alvo do tema, sem falar em bolos vou atrair público interessado na Bela e o Mostro

#bolosdecorados #cakedesign( sempre coloco em dois idiomas para ter um alvo maior)/ agora o Nicho ou a base do meu trabalho para saber o que faço

#beautyandthebeastcake / mais especifico a esta peça

#theartcakeexperience #cristinaarevalo_bolosdecorados/ finalmente a minha marca e conta do Instagram.

No proximo post vou falar sobre o que fazer e não fazer na ora de usar (#) hashtags

Não se esqueçam de comentar, gostar , partilhar e subscrever!

até amanhã…

Beijinhos

Cristina

 

 

#hashtags (PT)

20180506_131219Aparentemente não somos nada nas redes sociais sem um #hashtag

Acreditem que realmente é uma ajuda, mas que ainda que reconheço as vantagens de usar os #hashtags nas publicações das redes sociais, também confesso que há menos de um ano não sabia o que era.

Se são como eu, então aqui vai um muito simples crash course, um 101 de como eu uso os meus #hashtags

Para não fazer isto muito comprido e tedioso, vou dividir este post em uma série de artigos sobre o tema, espero que gostem!

O que é um #hashtag?

È uma ferramenta que permite identificar e seguir com facilidade um produto, local ,evento ou pessoa assim como promoções e modas. Consiste em usar o símbolo (#) seguido de uma palavra chave referente a aquilo que queremos identificar, sempre em minúsculas e sem espaços entre palavras.

A nível de negócio é muito útil para dar a conhecer o nosso produto e ser descoberto por milhares de usuários no mundo.

Quais são as redes sociais que usam #hashtags?

Pelo menos as principais, Twiter, Facebook e Instagram são as mais comuns. Confesso que não sou grande usuário do Twiter, devo ter uma conta activa há anos que nunca uso, por isso vou falar mais do Instagram e do Facebook.

Para o Facebook, ainda que há quem use os (#), não recomendo, está comprovado que os posts ou publicações com (#) no FB têm menos sucesso que os que não tem, no FB o melhor são as imagens, mas isto é para outra oportunidade.

Agora no Instagram, vale mesmo a pena usar!. Tenho visto como o meu número de seguidores tem aumentado com o uso dos (#) e enquanto aos ” Likes” e comentários dos posts tem muito a ver não só a quantidade de #hashtags que uso mas a qualidade dos mesmos, disto vamos falar mais a frente. Aliás no Instagram podem ser usados grande quantidade de #hashtags, e está comprovado que os posts com pelo menos 10 (#) funcionam ainda melhor que outros. Até podemos seguir só #hashtags em vez de pessoas ou publicações de contas.

No proximo post vou falar sobre o que faz um bom (#) hashtag.

Não se esqueçam de comentar, gostar , partilhar e subscrever!

até amanhã…

Beijinhos

Cristina

 

 

 

 

 

 

 

 

A “killer” about page?….really?(EN)

Cópia de Allie's Little Avenue

I already talked on my first post about the struggles I had with the name of my blog and it´s purpose. Now, as time goes by and as I learn more about this ” having a blog” thing, I realized that an ” about page” is quite important.

But what happens when even I am not clear about that purpose?. Have to confess that this business of mine has been very ” organic” ( to make it sound elegant) during all these years, 10 of them, meaning that I have gone with the flow, and never really had a business plan or a clear purpose.

You may ask, 10 years?…Blogging?.

NO!…10 years baking cakes. As I also said in previous posts, I´m no Blogger, I am a Cake Designer, Teacher, and Baker.

So, YES!, I have baked and decorated cakes as I have had clients, also became a teacher when people wanted to learn and now I am just trying to make it and a very busy business that is  filled with competition, so that is why I am using all the available resources and social media is one of them.

Back to the ” about page”, What should it sais?, What should it be about? How do I begin?

Well, I went and looked on the internet for help and came across great blogs and ideas to make it happen and  to own a great and clear ” about page”

The following questions were a great help, here I share with you how it worked for me.

What value do I give to my readers? Who is my blog intended for? Who is your ideal reader? What tone do you want ( funny, serious, classy, professional, sweet)? Why would they read my blog? Personal facts that will make readers relate to me?

There are other things to consider, such as types of posts are them series or individual posts? And finally, what do you want from your readers, invite them to do something and give them something in return.

Check out this page, really helpful! https://www.melyssagriffin.com

The result after answering of all these questions was the following:

“This is a place to share and honest intake of amateur cake design business from a self-made cake-designer and also working mom, fun and entertainment ideas for home amateur bakers, and gelatine artists.

Here you can find recipes, ideas, helpful information from a new blogger on how to use social media to our advantage, and simple tips for your cakes and gelatines.

A funny and honest voice from my first-hand experience of a 10 years business, where you can find series of articles as my gelatine tips for a better result or individual posts like recipes and funny stories. 

My Venezuelan origin and my new Portuguese nationality, as well as my background on art studies, gives me a mix of experiences and knowledge that helped me be where I am today, sharing it with you is my main purpose. So please, share your thoughts with me and let´s make this journey together”

Finally, I learned about CTA (Call to Action) What am I inviting my readers to do? and What will I give them in return?

This is my homework, soon I´ll figure it out and also ( of course) share it with you.

So, I have homework to do.

Don´t forget to comment and share!

Love

Cristina

 

 

Social Media Calendar (PT)

SocialMediacalendar

Ano novo, novas resoluções….aquela de ir ao ginásio e fazer dieta já estava a ficar sem validade, assim que entre as minhas resoluções está “Fazer crescer as minhas contas nas redes sociais!”e a única coisa entre eu e a minha resolução é a……organização!!!!

Como já tinha falado no post anterior, isto de tomar conta de um Blog e estar ao dia com as redes sociais dá muito trabalho. Agora compreendo como há empresas que se dedicam a isto e pessoas que são pagas para fazer este trabalho todo. Mas como o meu Blog está só a começar, por enquanto o trabalho é só meu .

Como sempre tenho por perto sobrinhas e uma afilhada muito prendada e que ainda trabalham com marketing digital e assim consegui ter um “Crash Course” de como gerir as minhas contas nas redes sociais. Mas tenho que dizer que na Internet há muita informação sobre o assunto, mas há que ler e procurar com muito cuidado.

Há imensa terminologia e informação que nos pode fazer perder a paciência, e como a ideia é manter tudo o mais simples possível, vou partilhar convosco o que funciona para mim.

Entrei em muitos Blogs, forums e páginas informativas e a sensação é a mesma; sabem  quando vamos a um serviço público a perguntar alguma informação e o funcionário  fala conosco como se estivesse a fazer-nos um favor e responde com a certeza de que nós já devíamos saber o que estamos a perguntar…..se eu soubesse não perguntava!!!!!. A sensação foi a mesma.

Assim que depois de muitas dores de cabeça decidi que o melhor é trabalhar com o que já tenho: uma página ( não perfil) no Facebook , que é bastante fácil de abrir e gerir, um Blog ( dah!) e uma conta no Instagram dedicada aos meus bolos e gelatinas .Com isto tudo posso fazer muito, a final qual é a ideia? PUBLICIDADE!.

Eu o tenho claro, não sou ” blogger“, faço bolos e dou formação. Isto não é o meu trabalho, é um COMPLEMENTO!.

Então, ” keep it simple!“, tudo simples, tenho três contas para manter e fazer crescer, elas são como os filhos, uma vez que estão aqui temos de tomar conta deles. Como? …publicar periodicamente em todas as redes sociais. PERIODICAMENTE….sim, isto é o mais importante, enquanto mas publiquem mais visualizações e mais movimentada vai estar a conta. Ainda que não esperem milagres nos primeiros meses.

Mas que trabalheira!

Nem por isso. Acreditem,  a única conta que deve ser trabalhada no momento é Instagram ( ou eu ainda não sei de outra opção). Tanto no Facebook como no Blog podemos agendar as publicações e isso faz toda a diferencia.

Assim que partilho convosco o calendário de publicações que funciona para mim:

Anualmente divido cada mês em um tema especifico:

Janeiro: Publicações de Ano Novo e novidades.

Fevereiro: Dia de São Valentim

Março: Dia do Pai

Abril: Páscoa

Maio: Dia da Mãe

Junho: Férias

Julho: Verão

Agosto: Praia

Setembro: Outono

Outubro: Halloween

Novembro: Dia de acção de Graças

Dezembro: Natal

 

 

 

Semanalmente publico pelo menos duas vezes no Facebook e no Instagram e um artigo por semana no Blog. Fiz um calendário com os dias e horas de mais tráfego nas minhas contas e assim optimizar as publicações, isto não é necessariamente igual para todos, o melhor é ir ás páginas de estatísticas de cada rede social e ver a melhor hora e o melhor dia para cada um, por exemplo:

Segunda/ Instagram as 18:00h e Blog entre as 21:00h e 22:00h.

Quarta/ Facebook entre as 18:00h e as 21:00h

Sexta/ Instagram as 21:00h

Sábado/ Facebook entre as 21:00 e 22:00h

Ainda partilho no meu Facebook tudo o que publico em outras redes socais já que é a plataforma que para mim tem mais seguidores e na publicação de Sábado partilho alguns dos trabalhos da semana. Outra óptima ideia é criar histórias no Instagram com o progresso de algum trabalho ou mais de carácter pessoal, assim mantenho os meus seguidores sempre informados.

Ainda há mais ferramentas para ajudar neste trabalho como os #hashtags, mas isso é tanta informação que vou deixa-la para um próximo artigo.

Não sou uma eminencia em esta matéria, mas espero que a minha partilha tenha ajudado a quem como eu está a começar.

Não se esqueçam de experimentar, partilhar e gostar!

Beijinhos

Cristina

 

 

Mas eu preciso de ter um Blog?

omg

A resposta é “ não”!,

Então, porque ter um?.

Alguns podem dizer que é mesmo uma moda, e uma moda que até eu começo a questionar.

Não sou escritora nem tenho formação para ser uma. Falo algumas línguas mas o Português não é o meu forte. Só para escrever este artigo tenho que usar o autocorretor, corretores, tradutores e tenho como quatro janelas abertas na Internet para procurar palavras e regras ortográficas, e ainda posso assegurar que não estou a escrever corretamente.

Mas voltando ao Blog, a minha resposta continua a ser “ não”, não é preciso, e não é pelas seguentes razões:

Igual que eu, há mil pessoas a escrever Blogs sobre tudo e mais alguma coisa e acredito que não há tantos leitores como pensamos, a final somos uns a seguir os blogs dos outros.

Isto dá tanto trabalho!!!, eu sou só uma Cake Designer que faz bolos e dá formações, agora tenho que pensar em artigos semanais para escrever num blog?, procurar ideias e receitas, fotografar o produto , editar as fotos, partilhar nas redes sociais e ainda continuar a fazer os bolos e atender a minha família? ( e não falamos do ginásio e a dieta!).

A final, quem tem tempo de ler isto tudo? A minha família e alguns bons amigos que são tão queridos que ainda aguentam os meus desabafos, receitas e loucuras.

Mas….eu ainda tenho um Blog.

O problema é que uma vez que comecei e ainda com todo o trabalho que dá não consigo parar. Isto é um pouco como jogar no casino. No inicio não dá nada, mas quando começa a ter algum resultado, mesmo muito pequenino, ficamos viciados e pensamos que sempre na próxima ronda, neste caso no próximo post, vamos ter mais seguidores e finalmente vai ter resultado.

Por isso vou ter uma nova série de artigos neste blog onde vou partilhar convosco como faço para isto de ter blog e ser ativa nas redes sociais funciona para mim.

Assim que a resposta é; preciso mesmo de ter um blog? Não, mas neste mundo das redes sociais e o marketing digital é uma boa ferramenta para dar-nos a conhecer e dar a conhecer o nosso produto. No fim, não estou só a vender bolos ou formações  neste mundo digital, nós estamos a vender a nós próprios.

O que leva a minha próxima pergunta, e vai para um próximo post:

O que queremos realmente vender? O que é que realmente queremos transmitir?

Não se esqueçam de comentar, gostar e partilhar.